Emergências

Menu secundário

 

Traumatismo dentário

  

  

  

Como é que sei que preciso de tratamento?

Com qualquer traumatismo da boca você deve consultar o seu dentista imediatamente para determinar se é necessário fazer algum tratamento. O dentista vai examinar a área afectada e poderá fazer exames radiológicos.

Se existirem dores devido a um dente fracturado ou lascado, você poderá tomar um analgésico. Se possível, guarde a parte do dente que fracturou a leve-a ao seu dentista.

Se um dente "saltar" completamente da boca, um processo chamado de avulsão, devido a um traumatismo, leve o dente ao seu dentista o mais rápido possível. Poderá ser possível recolocar o seu dente na boca, um procedimento chamado de reimplantação dentária.

Como é que um dentista trata um ...?

Dente anterior lascado Dente lascado - se não existir dor e o pedaço de dente é pequeno, é da sua responsabilidade decidir se quer, quando e como quer reparar o seu dente. Dependendo do tamanho da fractura, esta poderá ser alisada ou corrigida esteticamente.

Outras opções incluem facetas estéticas, coroas e restaurações. Peça ao seu dentista para lhe explicar estas opções. Se uma restauração ou dente artificial ficar lascado, poderá ser substituído.

Dente fracturado ou partido - os dentes fracturados ou partidos devem ser reparados logo que possível para prevenir futuros danos. O tratamento endodôntico ou a extracção dentária podem ser necessária. Se a fractura afecta o esmalte e a dentina do dente, o melhor tratamento é frequentemente uma coroa. É de lembrar que as fracturas nem sempre são visíveis, mesmo ao Rx. Os sintomas podem envolver dor à mastigação e sensibilidade com o frio e possivelmente com comidas quentes e liquidas, assim como com o ar, que com o passar do tempo podem tornar-se mais pronunciados.

Avulsão de um dente permanente Avulsão dentária - a chave para uma recolocação do dente com sucesso, é através do reimplante no alvéolo o mais rapidamente possível. A cada minuto que passa, mais células da raiz do dente morrem. Se possível, irrigue o dente unicamente com água, reimplante-o no álveolo e encaminhe-se para o dentista o mais rapidamente possível. O dente deve ser seguro unicamente pela coroa e não deve permitir que fique desidratado. A melhor forma de garantir o sucesso do reimplante é de este ser feito nos primeiros 30 minutos, com boas hipóteses a manterem-se até às 2 horas. Pode ser necessário ao seu dentista fazer um tratamento endodôntico, 1 a 2 semanas após o dente ter sido estabilizado.

Se houver a perca permanente dos dentes quer por ter sido removido por um dentista ou tenha sofrido avulsão, estes devem ser substituídos. Esta é a forma de evitar problemas como a dificuldade de mastigação e de falar, uma alteração da posição entre os dentes, desordens da articulação temporo-mandibular causadas pelo mastigar do lado que tem mais dentes e um enfraquecimento do osso maxilar. As opções para substituir os dentes perdidos incluem pontes, próteses dentárias removíveis e implantes.

Fracturas da mandíbula - se suspeita que você ou alguém tem uma fractura mandibular não a manipule. A mandíbula deve ser mantida sem se movimentar com um lenço ou uma toalha enrolada em volta da cabeça. Compressas frias devem ser usadas para reduzir o edema. Vá imediatamente às urgências hospitalares ou telefone ao seu dentista.