Desvitalizações

Menu secundário

O que é um tratamento Endodôntico?

Uma cárie dentária profunda Um tratamento Endodôntico é a remoção da polpa dentária, um tecido pequeno em forma de fio que se localiza no centro do dente. Uma vez atingida, ficando afectada ou morta, a polpa é removida e o espaço existente é limpo, instrumentado e preenchido. Este procedimento sela completamente o canal dentário. Antigamente, os dentes com a polpa atingida eram extraídos. Hoje em dia, o tratamento de canais salva muitos dentes que, de outra maneira, eram perdidos.

As causas mais comuns para a infecção da polpa ou a morte da mesma são:

  • Um dente fracturado
  • Uma cárie dentária muito profunda
  • Uma agressão num dente, como por exemplo, uma grande pancada recente ou mais antiga

Uma vez infectada a polpa, ou morta, se não foi realizado qualquer tratamento, pode surgir um processo infeccioso - pus- raiz do dente no maxilar formando um abcesso. O abcesso pode destruir o osso circundante ao dente, provocando dor.

Como é realizado o tratamento Endodôntico?

Canais radiculares limpos antes da obturação canalar O tratamento de canais consiste em vários passos realizados em várias consultas, dependendo da situação. Esses passos consistem em:

  • Primeiro, é feita uma abertura na parte de trás dos dentes frontais ou na coroa caso seja um molar ou pré-molar.
  • Depois de removida a polpa afectada (Pulpectomomia), a camâra pulpar e os canais radiculares são limpos, alargados e instrumentados para receberem o preenchimento.
  • Caso seja necessário mais do que uma visita, é colocada uma restauração provisória na abertura da coroa para proteger o dente entre as consultas.
  • A restauração provisória é removida e a câmara pulpar e/ou os canais radiculares são preenchidos definitivamente.
  • Um tipo de material parecido com a borracha chamado Gutta é colocado dentro de cada canal e selado com cimento. Por vezes, pode usar-se um espigão de metal ou de plástico dentro do canal para suportar estruturalmente o dente.
  • Numa fase final, habitualmente é colocada uma coroa para dar uma aparência natural. Caso o dente tenha tido uma fractura muito grande, pode ser preciso colocar um espigão antes da colocação de uma coroa.

Quanto tempo dura um dente tratado?

Obturação canalar O seu dente/dentes tratados e restaurados podem durar uma vida inteira com os cuidados correctos. Porque ainda pode surgir uma cárie dentária no seu dente tratado, uma boa Higiene Oral e exames regulares são imprescindíveis para prevenir futuros problemas.

Como já não existe polpa a manter o dente vivo, o dente com tratamento Endodôntico pode tornar-se frágil e mais susceptível a fracturas. Este é um aspecto importante na decisão de colocar uma coroa ou de fazer uma restauração após ter feito um tratamento Endodôntico.

Para determinar o sucesso ou insucesso do tratamento Endodôntico o método mais fiável são os RX que se fazem após o tratamento para comparar com os existentes antes do tratamento. Esta comparação permite visualisar se o osso continua a desaparecer ou se está a regenerar-se.

Exemplo de um caso clínico:

 

 Antes do tratamento (dente com lesão)  Depois do tratamento (dente sem lesão)