Ortodontia

Menu secundário

O que é a ortodontia?

A Ortodontia é a área da Medicina Dentária que tem por objectivo diagnosticar, prevenir e tratar as irregularidades dento-facias ("dentes tortos"), que tecnicamente são denominadas mal-oclusões. O profissional especializado nesta área está preparado para diagnosticar e empregar métodos preventivos, bem como instalar aparelhos correctivos, posicionando os dentes, lábios e ossos com a finalidade de atingir uma boa harmonia facial.

  • Início
  • Fase de tratamento
  • Fase de Tratamento
  • Final do tratamento

  

  

Qual é a melhor idade para ir a uma consulta de ortodontia?

Seis/sete anos de idade é uma boa idade para a avaliação da dentição. Uma consulta nesta idade permite planificar qual a melhor altura para intervir nos pacientes que necessitarem de tratamento. A maioria das mal-oclusões são mais facilmente e mais rapidamente tratadas durante a fase de crescimento.

 

O que acontece se problemas ortodônticos não forem tratados?

Dentes mal posicionados podem facilitar o aparecimento de cáries e de doença gengival devido a maior dificuldade de se higienizar os dentes quando eles não estão bem alinhados. Dentes protruídos (dentes para frente) são mais susceptíveis a traumas e fracturas. Dentes desalinhados ou uma face afectada pela mal-oclusão podem prejudicar a auto-estima do indivíduo. Perda de osso em volta dos dentes, dores musculares na face e outros problemas funcionais podem ocorrer devido a falta de tratamento ortodôntico.

 

 

Os adultos podem fazer tratamento ortodôntico?

Sim. Desde que as estruturas em volta do dente estejam sãs a correção da posição dos dentes pode ser feita em qualquer idade. Não há idade limite para se iniciar o tratamento. Actualmente, grande parte dos pacientes de ortodontia são pacientes adultos. Existem aparelhos discretos que foram especialmente desenvolvidos para o tratamento de adultos. A principal diferença entre o tratamento de adultos e crianças/adolescentes é o facto do adulto não apresentar mais crescimento ósseo, o que limita em alguns casos, a correcção total da maloclusão em casos de discrepância das bases ósseas. Nos adultos as discrepâncias significativas de bases ósseas normalmente só são corrigidas com cirurgias ortognáticas.

 

Qual o melhor tipo de aparelho: fixo ou removível?

Os dois tipos de aparelho funcionam bem desde que bem indicados. Normalmente os aparelhos removíveis são mais indicados antes da chegada de todos os dentes permanentes. Para que o aparelho removível atinja seu objectivo é necessário que o paciente colabore e utilize o aparelho na maior parte do dia. O aparelho fixo tem um resultado mais previsível por não depender tanto da colaboração do paciente. Normalmente o tratamento com este tipo de aparelho é mais rápido do que com os removíveis.

 

Qual a duração do tratamento?

Depende muito de cada caso. Factores como severidade do problema, tipo de crescimento da face, idade e nível de cooperação do paciente, interferem no tempo de tratamento. Desta forma, e dependendo destes e de outros factores, o tratamento pode demorar meses ou anos, sendo que, em média duram 2 anos. Após o tratamento da maloclusão (má posição dos dentes) é necessário o uso de um aparelho removível ou um dispositivo fixo (colado na parte interna dos dentes) para conter os resultados atingidos.

 

É necessário o uso de aparelho removível após um tratamento com aparelho fixo?

Após a correção dos dentes mal posicionados através dos aparelhos fixos (peças de metal ou de cerâmica coladas na parte externa de cada dente) é necessária a contenção da posição dos dentes por um determinado tempo. Isto é feito para que o tecidos ósseo e gengival se adaptem às mudanças na posição dos dentes. A contenção pode ser feita com aparelhos removíveis ou fixos (os fixos são colados na parte interna dos dentes). Nos caso onde são indicados aparelhos removíveis para contenção do tratamento ortodôntico é fundamental a colaboração do paciente para a estabilidade do tratamento.